sexta-feira, 9 de maio de 2008

UM POUCO DO RECIFE-AVENIDA GUARARAPES


A Avenida Guararapes foi o cartão postal do Recife entre as décadas de 40 e 70. A artéria tinha sido pensada para resolver questões urbanísticas, a partir do final da década de 1920, incluindo nisso o trânsito e a organização comercial do Centro da capital pernambucana. As obras da Guararapes foram concluídas em 1937, ano em que o presidente Getúlio Vargas deu um golpe e implantou a ditadura do Estado Novo, sendo então chamada de Avenida 10 de Novembro. No início dos trabalhos de construção da avenida o prefeito do Recife era João Pereira Borges, que fez as desapropriações e o planejamento urbanístico a ser respeitado pela iniciativa privada, responsável pelas obras dos edifícios. A avenida Guararapes, criada em 1934 pelo arquiteto Nestor de Figueiredo, é uma Zona Especial de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural dos bairros de Santo Antônio e de São José. Sua construção obrigou a Prefeitura do Recife a demolir ruas e quarteirões inteiros, iniciando a chamada reforma do bairro de Santo Antônio. Grande quantidade de prédios veio abaixo, entre eles, os da Rua Sigismundo Gonçalves, que desapareceu do mapa, Rua das Florentinas e Largo do Paraíso, de onde sumiram a Igreja de Nossa Senhora do Paraíso, a Santa Casa de Misericórdia e o quartel do Regimento de Artilharia, onde eclodiu a Revolução de 1817.

Um comentário:

An@ disse...

Temos pedaços lindos e cheios de historia. Muito legal a ideia de fracionar e apresentar o Recife.
Obg pelas visitas aos meus blogs e pelo carinho.
Beijo na bochecha tbm.